Google+ Followers

terça-feira, 11 de outubro de 2016

DINÂMICAS SOBRE O FRUTO DO ESPÍRITO SANTO

Dinâmicas sobre o fruto do Espírito Santo.



1.Amor
Dinâmica do Amor
Objetivo: Moral: Devemos desejar aos outros o que queremos para nós mesmos.
Procedimento:
Para início de ano Ler o texto ou contar a história do "Coração partido" - Certo homem estava para ganhar o concurso do coração mais bonito. Seu coração era lindo, sem nenhuma ruga, sem nenhum estrago. Até que apareceu um velho e disse que seu coração era o mais bonito pois nele havia. Houve vários comentários do tipo: "Como seu coração é o mais bonito, com tantas marcas?" O bom velhinho, então explicou que por isso mesmo seu coração era lindo. Aquelas marcas representavam sua vivência, as pessoas que ele amou e que o amaram. Finalmente todos concordaram, o coração do moço, apesar de lisinho, não tinha a experiência do velho." Após contar o texto distribuir um recorte de coração (chamex dobrado ao meio e cortado em forma de coração), revistas, cola e tesoura. Os participantes deverão procurar figuras que poderiam estar dentro do coração de cada um. Fazer a colagem e apresentar ao grupo. Depois cada um vai receber um coração menor e será instruído que dentro dele deverá escrever o que quer para o seu coração. Ou o que quer que seu coração esteja cheio.. O meu coração está cheio de... No final o instrutor deverá conduzir o grupo a trocar os corações, entregar o seu coração a outro. Fazer a troca de cartões com uma música apropriada.

2. Alegria
Presente da alegria
Objetivo: Promover um clima de confiança pessoal, de valorização pessoal e um estímulo positivo, no meio do grupo; dar e receber um "feedback" positivo num ambiente grupal.

Material: lápis e papel;
Descrição: O coordenador forma subgrupos e fornece papel para cada participante;
A seguir, o coordenador fará uma exposição, como segue: "muitas vezes apreciamos mais um presente pequeno do que um grande. Muitas vezes ficamos preocupados por não sermos capazes de realizar coisas grandes e negligenciamos de fazer coisas menores, embora de grande significado. Na experiência que segue, seremos capazes de dar um pequeno presente de alegria para cada membro do grupo";
Prosseguindo, o coordenador convida os membros dos subgrupos para que escrevam uma mensagem para cada membro do subgrupo. A mensagem visa provocar em cada pessoa sentimentos positivos em relação a si mesmo;
O coordenador apresenta sugestões, procurando induzir a todos a mensagem para cada membro do subgrupo, mesmo para aquelas pessoas pelas quais não sintam grande simpatia.
Na mensagem dirá:
1. Procure ser específico, dizendo, por exemplo: "gosto do seu modo de rir toda vez que você se dirige a uma pessoa", em vez de: "eu gosto de sua atitude", que é mais geral;
2. Procure escrever uma mensagem especial que se enquadre bem na pessoa, em vez de um comentário que se aplique a várias pessoas;
3. Inclua todos, embora não conheça suficientemente bem. Procure algo de positivo em todos;
4. Procure dizer a cada um o que observou dentro do grupo, seus pontos altos, seus sucessos, e faça a colocação sempre na primeira pessoa, assim: "eu gosto" ou "eu sinto";
5. Diga ao outro o que encontra nele que faz você ser mais feliz;
Os participantes poderão, caso queiram, assinar a mensagem;
Escritas às mensagens, serão elas dobradas e colocadas numa caixa para ser recolhidas, a seguir, com os nomes dos endereçados no lado de fora.

3. Paz
 Dinâmica: "do chega mais"
Objetivo: O objetivo dessa dinâmica é a aproximação com as pessoas, conquistar confiança , a paz e principalmente o respeito.
Material: Espaço físico amplo, cd, aparelho de som.
Procedimento: Os participantes deverão andar soltos pela sala ou espaço, ouvindo uma música. Haverá uma pessoa comandando, e quando a música pára, pede para o participante procurar um parceiro que esteja usando uma peça de roupa com a cor parecida com a sua, ou usando algum acessório parecido com o seu. Pede para os pares se cumprimentarem com o aperto de mão. Depois, volta a música, andam, pára a musica e sugira outra coisa: quem nasceu em mês par procure um parceiro que nasceu em mês par, impar com impar, assim vai. As mãos deverão estar para trás. Batem bumbum com bumbum. Fazer esta atividade sempre uma parte diferente do corpo sem repetir, e sem repetir parceiros. Quando chegar na última rodada, cumprimentar pelo nariz.

4.Longanimidade-  No grego, essa palavra significa basicamente, paciência, resistência, constância, firmeza e recusa em vingar a injustiça. É a qualidade dada por Deus que faz o homem ser paciente até na provação.
Objetivos:  Mostrar o quanto dependemos uns dos outros e o quanto podemos contribuir para o crescimento do nosso irmão.
MÚSICA: da preferência do grupo.
MENSAGEM: Os indiferentes, depende de você.
Descrição:
1.      O animador pede para o grupo forma duplas. E ainda pede que um dos componentes da dupla fecha os olhos e passa a andar guiado pelo outro durante dois minutos.
2.       Não é permitido abrir os olhos e nem tocar no companheiro, tão somente o som da voz .do outro o guiará.
3.      Logo em seguida trocam-se os papéis e o que antes era o guia, passa ser o guiado.
4.       Depois de terminada esta dinâmica, todos se reúnem para um momento de compartilhar, onde são respondidas várias perguntas:
·         O que você sentiu durante o tempo em que estava sendo guiado pelo outro?
·         Aconteceu de sentir-se tentado a abrir os olhos?
·         Teve total confiança em seu líder?
·         Pensou em se vingar do outro quando chegasse sua vez de ser o guia?
·         Sentiu-se tentado a fazer alguma brincadeira com o "ceguinho"?
5.      Procure esclarecer juntamente com o grupo a definição dos termos que se encontram na passagem abaixo, como "coração compassivo, longanimidade, humildade" etc.
6.      Faça perguntas do tipo:
1.     O que falta em você para que as pessoas confiem mais no seu auxílio? 
2.     Qual a maior ajuda que você pode prestar neste momento de sua vida para as pessoas e para o grupo?.
7.      Precisamos, sem dúvida alguma, uns dos outros. Para que a mutualidade possa ocorrer de forma dinâmica e eficaz, é preciso desenvolver características de caráter que nos capacitem a desempenhar nosso papel dentro do Corpo de Cristo.

5.Benignidade- Natureza permeada de gentileza. Delicadeza acaba com tudo que é rude e grosseiro. Podemos até chamá-lo de amor que permanece. Cristo é o exemplo supremo de benignidade.
Estória sem fim que fale de uma criança gentil.
Um participante começa a contar uma estória (bíblica por exemplo), a qual será interrompida por palmas.  Imediatamente, o colega do lado dá continuidade à mesma estória.....
 6.Bondade
* O BALÃO CARINHOSO

DESENVOLVIMENTO:
Cada pessoa recebe um balão de ar já cheio. Escreve em um pedaço de papel o nome do sentimento de bondade que deseja oferecer para um colega, prendendo-o no balão com uma linha.
Ao sinal, cada um joga seu balão para o alto, que se misturará com os outros; começando assim o jogo. Com música bem animada, todos devem andar livremente, no espaço que ocorre a , sem deixar que os balões caiam.
Depois de 2 min. Parar e pegar o balão mais próximo.
Sentados em círculos, os participantes lêem o sentimento que receberam, fazendo algum comentário sobre o presente / mensagem que ganhou e a importância de não deixar os balões cair no chão.

Objetivo: interação, o valor da lembrança / mensagem recebida de alguém
Tempo: aproximadamente 10 minutos.
Material: bola, papel e caneta.
7.Fidelidade
Quebra gelo: Prepare algumas etiquetas escritas as obras da carne, ex: IMORAL, GULOSO, CIUMENTO, BÊBADO, IRADO, BRIGÃO, IDÓLATRA, etc (Gl.5:19-20) e uma escrita SANTO. Faça uma roda com os participantes e peça para que fechem seus olhos para que você cole as etiquetas na testa de cada um. Bem, a partir de agora ninguém pode mais falar, apenas por gestos, de dois em dois, vão tentar representar para o colega o que está escrito na testa dele (somente gestos, ninguém tem que tentar adivinhar), depois de um minuto bate palma e trocam-se de pares, iniciando a representação. Faça isso umas três vezes, depois, ainda sem olhar o que está escrito em sua testa, peça que se agrupem com aqueles que eles acham que se identificam com o que está escrito.
Depois peça que cada um veja sua etiqueta e inicie uma discussão: Porque se ajuntaram assim? O que sentiram quando as pessoas expressaram o nome da sua etiqueta? Vocês se sentiram excluídos? Etc.
Peça para a pessoa que estava com a etiqueta de santidade dizer como se sentiu no meio dos outros?

Dinâmica: Pegar dois copos de plástico (um com 2 dedos de terra e outro sem nada) e durante a explicação encher, aos poucos, de água um e depois outro para verificar a diferença. Então vejamos: nós somos como um vaso. Dependendo de como está o vaso, limpo ou sujo, servimos tanto para honrar a Deus como para desonrá-lO. Mas, se nos purificarmos, serviremos para toda boa obra nas mãos do Senhor.
 Você entendeu? Por mais que estejamos sujos, cheios de pecado, se quisermos podemos nos purificar, nos santificar e ser vasos de honra, de bênçãos nas mãos de Deus. Dessa forma, Ele nos usará em toda boa obra que quiser. Mas se ficarmos sujos, que utilidade teremos para Ele?

O desejo de Deus sempre foi que nos tornássemos carregadores da Sua glória, que nós pudéssemos viver uma vida santa, sendo, realmente, a Sua imagem e semelhança. Mas não podemos ser santos, carregadores da Sua glória, se buscarmos mais o mundo e as coisas que ele nos oferece do que a Sua presença.

8.MansidãoDinâmica: Procurando um coração...

Material Necessário: Corações de cartolina cortados em duas partes de forma que uma delas se encaixe na outra.
Cada coração só poderá encaixar em uma única metade.
Distribuir os corações já divididos de forma aleatória. Informar que ao ouvirem uma música caminharão pela sala em busca de seu par.
Quando todos encontrarem seus pares, o educador irá parar a música e orientar para que os participantes conversem.


FONTE: http://infantilebenezerjp.blogspot.com.br/2011/05/dinamicas-frutos-do-espirito.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário